sábado, 9 de junho de 2012

Melindre




O homem desperdiça seu tempo cultivando melindre, se esquece que a vida é curta e este sentimento só atrasa o seu crescimento, tanto no pessoal, tanto no espiritual.
Se você está magoada com o seu vizinho, sua sogra, sua irmã, por uma palavra atravessada que esta te dirigiu, não volte pra casa com este espinho na garganta. Na lata, cobre dessa pessoa uma explicação, o porquê da agressão verbal?
Não permita que o melindre tire sua paz de espírito, a mágoa guardada no peito é um sentimento ruim que só vai te fazer mal, pode até se tornar uma doença.
A mágoa é um sentimento negativo, que alimentado gera vingança atraindo sombras escuras, com os mesmos sentimentos para o seu lado. Quem proporcionou essa mágoa, muitas vezes nem se dá conta que te magoou, no entanto as palavras te feriram feito uma adaga, mas você por educação deixa passar e fica remoendo a raiva!
Não faça isso com você mesma!
A mágoa é um monstro que vai crescendo dentro do teu peito rasgando tudo por onde passa, estourando vasos, congestionando veias, explodindo feito uma bomba até se apossar do teu coração.
 Viva com mais intensidade procurando valorizar cada segundo de sua vida, selecionado qualidades em sentimentos, não permitindo que ninguém te magoe, nem muito menos que te diminua, porque todo ser tem seu valor, até mesmo o menor dos insetos tem sua serventia no mundo, portanto você não está aqui por acaso e com certeza não é para engolir desaforos, sendo assim aja corretamente com o todo a sua volta, para que o fluído benéfico te favoreça.
Quando você se deixa levar pelo melindre acolhendo o sentimento da mágoa no peito, esse sentimento tem o peso de uma âncora, que te retém estagnada mergulhado na lavra sangrenta carregada de fel, é uma dor que te impede de evoluir, de caminhar, ir adiante. Não estou dizendo com isso que tenha que ser grossa, sem educação cada vez que alguém te ofender, basta por para fora os teus sentimentos, chutar o balde quando alguém pisar no seu calo, dialogar civilizadamente é a solução, chame esse as falas, exija uma explicação.
Fingir que não entendeu quando alguém te ofende para não criar atritos, você vai deixando pra lá, só que no fundo do seu peito você reteu a mágoa que funciona feito uma traça que corrói, fazendo estrago, chegando a ferir o seu ser, a sua alma.
Com o tempo esse mal passa para o seu organismo trazendo prejuízo pro corpo físico, mostrando o reflexo da mágoa quando esta é alimentada dentro do teu peito. Portanto, quando você se sentir ofendido põe logo para fora esse sentimento ruim, não deixe que a mágoa ganhe força dentro do teu corpo, essa, com o tempo fica gigantesca te causando danos muitas vezes irreversíveis.
Conheci uma garota que se chamava Jurema, era muito minha amiga, porém essa se acostumou a engolir muitos desaforos, sendo assim qualquer um se achava no direito de dizer na sua cara o que bem queriam, pois já estavam acostumados a soltar os seus demônios sobre essa menina, sem essa obter nenhuma reação, apenas ouvia calada, terminou que ela se tornou a palmatória do mundo, acabou que ninguém mais a respeitava, qualquer um se achava no direito de jogar em sua cara as suas verdades, ou seja, aquilo que eles achavam dela. Essa recebia todas aquelas cargas de ira, carregada de ódio e como era uma menina envergonhada, tímida, não se defendia, porém a mágoa no peito dessa menina tinha se acumulado. Esta, triste, acanhada foi se afastando de tudo e de todos passando a viver isolada, deprimida, se achando o último ser do mundo, acabou que essa menina adoeceu, médicos nenhum descobriam a causa do mal que lhe afligia, enquanto que esta definhava a olho nu, com o peito carregado de mágoa.
Esses tipos de doentes têm por aí aos montes lotando hospitais e clínicas, no entanto a cura está dentro dela mesma. Basta reagir, soltar também os seus demônios quando esta se sentir ofendida.
Quem engole desaforos guarda mágoas, torna-se rancoroso, se enchendo de angústias, atraindo doenças, tudo isso, porque essa ainda não aprendeu a amar a si própria.
Engolir desaforos é prejudicial à saúde!


Dilma Lourenço Moreira



Um comentário:

Meu amigos no diHITT

Loading...