sábado, 24 de dezembro de 2011

A estrelinha transparente




Está acontecendo uma grande festa no céu!

Todas as estrelas estão se divertindo, rindo, dançando, desfilando em seus longos vestidos de baile. O brilho era intenso, conforme os movimentos das estrelinhas jorravam focos de luzes azuis, vermelhos, amarelos, verdes, alaranjados, etc., iluminando toda a abóboda celeste formando um jogo de luzes coloridas, se espalhando sobre o universo, lembrando as luzes da aurora boreal.

As constelações de estrelas estavam reunidas para comemorar a chegada de uma nova estrela, no entanto, há horas que a festa estava rolando e nada da homenageada chegar, até que o guardião das estrelinhas, o anjo Celestino, preocupado com a demora de sua mais nova pupila sai em sua procura, não demora muito e lá no cantinho escondidinha entre as nuvem ele avista uma estrelinha triste, cabisbaixa, chorando convulsivamente, observando de longe o festejo das outras estrelinhas.

O guardião vai ao seu encontro, reconhecendo a estrelinha homenageada.

__ O que você está fazendo aqui sozinha, estrelinha? Estão todos ansiosos aguardando a sua chegada! Veja que festa linda foi preparada pra você, porque não se junta às outras estrelas, pra se divertir?

__ Estou com medo!

__ Mas por quê? A festa é sua!

__ Não vê como elas são belas?

__ Sim, mas você também é uma estrela linda e esta festa está acontecendo justamente para te apresentar! Vai passar a noite inteira ai escondida atrás dessa nuvem?

__ É, mas acho que ainda não estou pronta! Diz a estrelinha, com as faces coradas, sorrindo sem graça, sumindo de vez no meio das nuvens.

__ Por que você está falando isso, estrelinha?

__ Olha pra mim, acho que Deus esqueceu de me dar brilho,que é o normal das estrelas, nem cor eu tenho! Veja! Sou transparente, que tipo de estrela eu sou? Sem brilho, me sinto nua!

__ Como é o seu nome, estrelinha?

__ Meu nome é Ariane!

__ Então Ariane, você deveria estar feliz, você é uma estrelinha cristalina!

__ Estrela cristalina!

__ Sim! O seu brilho é natural, essa festa está sendo realizada em sua homenagem, você é tão importante quanto às outras estrelas, vamos chegar mais perto e se juntar com as outras estrelas, aproveitar a sua festa.

__ Não quero! Elas vão rir de mim! Não sou como elas! Não tenho brilho, nem cor!

__ Mas porque estrelinha, você é linda do jeito que você é!

__ E onde está a beleza de ser transparente, sou quase invisível, as pessoas vêem através de mim, me olham como se eu não existisse.

__ Não meu bem! Você não é transparente e nem muito menos invisível, você é cristalina e essa sua aparência de cristal límpida, apenas exerce a beleza natural que existe em você, por isso que você é tão especial.

__ Eu não vejo aonde eu sou especial! As pessoas olham através de mim é como se eu não tivesse corpo, não tenho cor, não brilho, me sinto sem vida! Eu queria ser igual às outras estrelas, lindas, brilhantes, coloridas! Gritou a estrelinha, batendo o pé, fazendo birra.

__ Ariane, minha estrelinha linda! Será que você não vê que a sua beleza está justamente na sua transparência de ser?

__ Transparência de ser???

__ Isso quer dizer, ser verdadeira, pura, cristalina, você se mostra justamente como você é!

__ Mas desse jeito fico muito vulnerável, fraca, diante do brilho intenso das outras estrelas!

__ Ao contrário, está ai justamente a sua beleza! Você sendo verdadeira se mostra forte como uma fortaleza! Muitas vezes o brilho intenso serve apenas como escudo, para ocultar o brilho natural que se esconde atrás das aparências.

__ Não compreendo aonde quer chegar, senhor Serafim!!!

__ O natural das estrelas não é brilhar?

__ Sim! Mas muitas vezes o brilho serve de crosta, para esconder o que vai por trás de cada ser, muitas vezes você vê os lábios de uma pessoa sorrindo, no entanto, em seu íntimo ela esconde uma grande dor. Agora você entendeu estrelinha, porque eu digo que você é especial, por ser transparente? É que você se mostra por inteiro o seu interior, quem olha pra você vê logo a sua beleza natural, poucos tem esse privilégio de se mostrar por inteiro.

__ Então quer dizer, senhor Serafim, que a cor e o brilho que ofusca, não é importante?

__ Isso mesmo! O importante é o que se passa no interior de cada um, vermelho, amarelo, preto, branco, não importa, é apenas uma cor e o verdadeiro brilho é o natural, aquele que vem da alma.

__ E então entrelinha, pronta para se juntar as outras estrelas? Esse é o seu grande momento, olha lá, estão todas a tua espera.

Apesar da estrelinha cristalina ainda estar se sentindo um tanto insegura, se aproxima de cabeça erguida da constelação de estrelas, conduzida pelas mãos do anjo Celestino, fazendo uma entrada triunfal, embaixo de uma chuva de aplausos. Ariane, muito emocionada diante da calorosa recepção, de repente vê seu corpo transparente reluzir múltiplas cores, refletindo as cores das outras estrelas ali presentes, formando um grande alvoroço em volta dela. Todas admiradas com a beleza da estrelinha Ariane, não cabia em si de felicidade, descobriu que juntas de suas irmãs estrelas ela não tinha uma só cor e sim múltiplas cores e assim Ariane foi batizada como a estrelinha fruta cor.

Fruta cor, hoje está feliz brilhando lá no céu. Ela é azul, rosa, amarela, vermelha, verde e roxa também, porém o mais importante é que ela aprendeu que sozinha pode até ser transparente, mas quando está junta de outras estrelas, ela se transforma em uma super-estrela, brilhante e colorida.

O anjo Celestino se aproxima da mais nova estrela, sorrindo.

__ E então estrelinha, descobriu onde está a sua força?

A estrelinha respondeu timidamente:

__ Eu acho que é na união!

__ Isso mesmo estrelinha! Ninguém brilha sozinho, muitas vezes precisamos da ajuda de outras pessoas, para fazer o nosso brilho reluzir!





Dilma Lourenço Moreira

Um comentário:

  1. Parabéns pelo texto, cara Dilma,

    Ah se todos usassem seus dons para falar assim de coisas boas. Legal a historinha.

    Abraço!

    LeMarc

    ResponderExcluir

Meu amigos no diHITT

Loading...