domingo, 15 de maio de 2011

A cobra Tetê




O grilo Peter encontrou no meio da trilha a cobra Tetê chorando.

___ Chuí!!! Chuí! Chuí!!!

___ Que choradeira e esta dona Tetê?

___ Sabe Peter, já não agüento mais esta vida! Chuí!!! Chuí!!! Chuí!!!!

___ Mas porque dona cobra, a vida é tão boa! É tão bom viver, não entendo a sua tristeza?

___ Você diz isso, porque não nasceu cobra! Chuí!!! Chuí!!! Chuí!!!

___ E o quê que tem ser cobra?

___ Todos me odeiam! Vê? Eu estou sempre sozinha! Até você mesmo grilo está falando comigo aí bem de longe! Ninguém quer amizade comigo! Chuí!!! Chuí!!! Chuí!!!

___ Tem certeza que a senhora nem desconfia? Pois eu sei! É esse seu veneno, dona cobra que afasta os outros animais de perto da senhora!

___ Hora, não sei por quê? Chuí!!! Chuí!!! Chuí!!!

___ Talvez seja porque a senhora dona Tetê queira sempre envenenar os outros. Não estou falando do veneno quando a senhora morde e sim do veneno quando faz uso das palavras. Tudo a senhora vê maldade, por isso todos se afastam da senhora, com medo da sua língua.

___ Há, tá vendo Peter, até você está de implicância comigo! O que foi que eu te fiz? Chuí !!! Chuí!!! Chuí!!!

___ Por causa da senhora, a minha mulher saiu de casa levando meus filhos, lembra? A senhora espalhou por toda mata que me viu com a Dolores, prima da minha esposa Abigail, no riacho em um maior love e no entanto eu só estava ajudando a Dolores a atravessar o rio com as trouxas de roupas pesadas que a pobre carregava e muitos outros casamentos acabaste com essa língua ferina e agora choras dando uma de coitadinha por estar se sentindo solitária, porém esqueces que fizeste muitos animais sofrerem, até as crianças fogem de ti, essa tua maldade não tem fim, eu odeio hipocrisia e ainda tem a petulância de reclamar porque não tem amizades.

___ Mas eu não faço por mal, Peter! Chuí!!! Chuí!!! Chuí!!!

___ Pois deveria prestar mais atenção com que falas. Usar as palavras com mais responsabilidades, essas tem o poder de construir e também de destruir, depende da forma que elas são usadas. Você lembra-se da sapa Zazá, que o marido pôs pra correr depois de espancá-la, por conta do falatório de que ela tinha um caso com o sapão Zulú e adivinha quem espalhou o boato? A senhora, dona Tetê!

___ Mas Peter, eu não faço de propósito! Chuí!!! Chuí!!! Chuí!!!

___ Olha aqui, dona Tetê, engole esse choro que a senhora não é nenhuma vítima! Quando a gente não tem o que dizer é melhor ficar calada, do que sair por aí destruindo a vida dos outros.

A cobra Tetê, depois da conversa que teve com o grilo Peter ficou pensando em quanto mal tinha feito. Não era a toa que não tinha amizades, chorou por mais um bom tempo, sentindo sua consciência pesada.

___ Me desculpa Peter, por sua mulher e seus filhos! Não tinha noção do mal que lhes tinha causado!

A cobra Tetê sai se arrastando triste, pensando em uma forma de corrigir os seus erros, só agora tinha consciência do valor das palavras e de quantas pessoas tinha prejudicado.

A cobra Tetê estava decidida a mudar, sabia onde encontrar a mulher do Grilo Peter. Tomou fôlego e bateu na casca da árvore de dona Abigail.

Assim que esta atendeu, a cobra Tetê foi logo explicando para a mulher do grilo que nunca ouve caso nenhum entre a prima Dolores e o grilo Peter, que tudo não passou de um mal entendido. Ela tinha exagerado quando disse que tinha visto o grilo abraçando a prima Dolores, explicando que o grilo estava sendo apenas gentil com a prima, ajudando com a trouxa de roupas pesadas. Dona Tetê terminou a conversa pedindo desculpas para dona Abigail e disse mais: Que ficaria muito grata se um dia ela pudesse perdoar todo o sofrimento que tinha lhe causado! Feito isso Tetê saiu de galho em galho corrigindo o mal que tinha causado para a bicharada da mata.

No fim do dia ela estava aliviada. Resolveu que daquele dia em diante não levantaria falso testemunho de mais ninguém. Não tinha noção do mal que estava causando com seu veneno, mas agora usaria as palavras com mais sabedoria. Em vez de destruir estava decidida a construir o bem, com todos a sua volta.

A cobra Tetê mal termina esse pensamento quando se surpreende com a bicharada a sua volta a aplaudindo por esse novo recomeço. Ela errou, mas teve a decência de consertar os seus erros. Os casais que um dia Tetê separou com as suas intrigas, hoje estão juntinhos, felizes com a chance de um novo recomeço.

E sabe o que mais?

A cobra Tetê que antes era conhecida como destruidora de lares, agora é a nova conselheira da mata.



Dilma Lourenço Moreira




2 comentários:

  1. Historinhas lindas com valores educativos e envolventes.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Sou também do Dihitt, tá muito legal seu blog
    mandei um pedido de amizade para você do Dihitt.

    ResponderExcluir

Meu amigos no diHITT

Loading...