sábado, 28 de janeiro de 2012

Religião é fundamental




A professora Nina passava atividades de português no quadro negro, quando ouve uma discussão no fundo da classe entre Pedro e Regis. Termina que a professora perde a paciência e pede que os alunos expliquem a razão da briga.

Pedro diz, ofendido:

__ Professora! O Regis chamou a minha mãe de macumbeira e não é verdade, ela é uma estudiosa da doutrina espírita de Allan Kardec.

Regis, por sua vez se defende.

__ E ele professora, insinuou que a minha família segue uma religião de moral, um pouco duvidosa.

__ O que? Pergunta a professora, indignada.

__ Não foi nada disso, professora! Foi apenas uma brincadeira. Ele está nervoso, porque não gostou da piada que contei, no recreio.

 O menino querendo se justificar, notando que tinha a atenção da classe, se pôs a contar a piada.

__ Uma mulher estava atravessando por muitos problemas, então aconselharam ela a ir a uma igreja evangélica. Chegando lá, o pastor da igreja pediu que os visitantes se levantassem e se apresentassem aos demais, falando um pouco de si. Junto com essa mulher se levantaram quatro pessoas. O primeiro disse que era ex-presidiário e estava há muito tempo no crime, mas que agora estava decidido a mudar de vida. O segundo era ladrão de banco querendo se regenerar. O terceiro confessou que no passado foi estrupador. O quarto, um estelionatário que ludibriou muitas pessoas. Quando chegou à vez da mulher, ela saiu correndo feito um relâmpago igreja afora, gritando feito louca, socorro, socorro, polícia!

__ Kkkkkkkkkkkkkkkk

A sala de aula quase foi abaixo, com as gargalhadas. A professora Nina, com ar muito sério pede silêncio à classe e manda Pedro se sentar em seu lugar, se preparando para começar um sermão.

__ Realmente Pedro, foi uma piada de muito mau gosto, fique sabendo que a religião é muito importante na vida do homem, uma pessoa sem religião não tem Deus no coração e termina caindo sobre terra como uma árvore oca, perambulando pelas ruas sem fé, sem esperança, mesmo porque não se diferencia um homem pela sua religião, raça, cor, ou pela conta bancária, portanto não admito nenhum tipo de descriminação aqui na minha sala de aula.

Quando Regis diz, ofendido.

__ É, mas a senhora permitiu que o Pedro contasse a piada! Então agora, também quero contar uma.

A professora Nina abaixa a cabeça e em seguida decide:

__ Você tem razão, Regis! Responde a professora, sem graça. Mais que justo, que você agora também conte a sua.

Regis, com ar vitorioso diz:

__ Um dia, um menino de seis anos estava em um centro espírita, em uma aula de evangelização. O tema era reencarnação. Quando terminou a aula, o menininho com ar de assustado, mais que depressa levantou o bracinho.

__ Professora! Posso perguntar uma coisa?

__ Pode sim, meu bem! Responde à evangelizadora, solícita.

__ A senhora está viva, ou morta?

E mais uma vez a classe vem abaixo, se enchendo de gargalhadas.

__ Kkkkkkkkkkkkk.

Nisso, Joãozinho se levantou animado.

__ Professora, sei uma de católico, posso contar?

__ Há, não! Basta! Vamos parar por aqui, ou vão todos para a diretoria! Toda religião que fale em nome de Deus e Jesus Cristo, merece o nosso respeito. Todo conceito, ou doutrina que eleve a moral do ser humano, merece a nossa admiração.

 Porém, Mariazinha quis saber mais.

__ Professora! É verdade que cada um segue a religião que tem mais afinidade?

__ Acredito que sim, afinal cada um tem um jeito diferente de ser.

__ Então a senhora quer dizer, professora, que apesar da piada do Pedro ser horrível, se aquela mulher tivesse afinidade com os demais visitantes, ela não teria ido embora da igreja?

A professora sorrindo sem graça, responde:

__ Eu prefiro te dizer, que a mulher da piada horrível de Pedro não estava com problemas morais.

E continuou Mariazinha.

__ A minha vó diz que nada acontece por acaso e se nascemos em um lar, por exemplo, católico, é porque nosso espírito necessita daquela formação para melhor evoluir, mas tenho percebido que algumas pessoas depois de adultos trocam de religião, a senhora acha certo isso, professora?

 __ Mariazinha! Tem momentos em nossas vidas que realmente atravessamos tempos difíceis e quando não recebemos apoio dentro da nossa religião, em desespero saímos à procura de outra que nos de a ajuda que necessitamos, mas repito que esse indivíduo só permanecerá nessa nova religião se tiver em comunhão de pensamentos e energias com os demais freqüentadores da casa e uns dos trabalhos mais bonitos e importantes das igrejas é justamente auxiliar os necessitados, ajudar os fiéis a se erguerem, quando esses se encontram muitas vezes no fundo do poço, não só em partes materiais, mas também moralmente, é por isso que eu peço para vocês que respeitem a religião do coleguinha. Sou da opinião que cada um segue a doutrina que mais se adapta ao seu grau de evolução. 

A professora já tinha dado o assunto como encerrado, quando Joãozinho levanta a mão e pergunta:

__ Professora e na piada do Regis, afinal, a evangelizadora do centro espírita, ela é viva, ou morta?



Dilma Lourenço Moreira


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Meu amigos no diHITT

Loading...