segunda-feira, 11 de abril de 2011

O homem em desatino





O homem nasce com o desejo de triunfar em sua jornada. Cresce e começa aparecer os primeiros perrengues da vida. A infância já não existe mais, a inocência também não, até que descobrimos que não somos perfeitos!

Então nos pegamos tendo que lidar com a inveja, amor, orgulho, carinho, ódio, gratidão, vingança, respeito, esperança, violências, etc.

São sentimentos e conceitos que temos que aprender a peneirar e tirar o melhor desses! São esses sentimentos que nos faz crescer e nos faz tornar boas pessoas, ou não! São muitos caminhos que nos leva por muitos erros e acertos.

Digo isso, porque às vezes não conseguimos conciliarmos nossos sentimentos e entramos em desatinos caindo na rede sombria da loucura, até que esse indivíduo termina se isolando, agonizando, se embrenhando cada vez mais na cortina doentia do seu próprio eu. Sem ter com quem compartilhar esse sentimento que rasga o seu peito amargurado, sozinho se sentindo abandonado se isola cada vez mais em seu mundinho!

Esse homem em total desatino grita em meio da multidão, mas esse não é ouvido, nem sequer percebido!

Triste e solitário esse indivíduo se sente um nada, perdido em meio do universo. Ninguém se importa se ele ficar doente ou até mesmo morrer! Esse, envolto em redemoinhos de seus próprios erros olha para traz desesperado, procurando nos dias vividos o desvio que tomou errado. E o homem amargurado enfim constata que por onde passou só deixou sombras, sem nenhum ponto de luz! Não tem como retornar!

Então esse homem enlouquecido, fechado em seu mundo, escondido nos escombros do ódio fica a planejar uma vingança!

O mundo! Alguém precisa pagar por sua infelicidade, até que esse homem um dia surge por trás das cortinas das sombras, despejando a sua ira em cima dos inocentes!

Ele sabe que se ele morrer ninguém vai sofrer, mas ele não quer partir sozinho, gargalhando em meio à dor leva o sangue dos inocentes!

Este homem no auge de sua loucura parte sorrindo! Mas antes plantou o terror e muitas dores! Esse, não é mais invisível, todos sabem de sua existência. Deixou marcas no peito de um povo que chora sem compreender a razão de tanto ódio que um ser guarda em seu coração a ponto de transpor a loucura. Na cabeça de toda gente diante da tragédia consumada, ficou uma pergunta: Por que?

Dizem que a distância da lucidez para loucura é muito pouco, mas a loucura só extravasa e ganha corpo quando esse homem está longe dos verdadeiros preceitos de Deus.

Agora só nos resta chorar pelos inocentes e também por esta alma em desatino!



Dilma Lourenço Moreira

3 comentários:

  1. Interessante texto.Haverá muitos homens assim!?...Concerteza que sim...e porquê?...pelas circunstancias da vida ,pelo mundo que estamos vivendo em nosso dias.

    beijos
    joana

    ResponderExcluir
  2. Olá Dilma!

    Que texto profundo de sentimentos amargurados! Mas, para quem já experimentou um grão de areia em direção aos melhores sentimentos, sabe de quanto Amor essa Alma necessita e sabe que mesmo fechado, trancado ao perdão,haverá o momento em que no seu cansaço extremo, soltará e se abrirá ao Amor e receberá todo aconchego necessário e nesse momento os raios luminosos resplandecerão e farão mais uma vez o esplendor nas palavras ecoando: mais uma vez o bem venceu no interior do homem! Vamos manter a nossa fé no Amor até alcançar os resultados!

    Um abraço,
    "Todo o Conhecimento é Luz que Inspira a Alma" -*Vera Luz*-

    ResponderExcluir
  3. Olá Dilma, lindo isso que escreveu, o mundo e suas dores, haverá dias em que o ódio e o rancor ira sair dos nossos corações,mas para esse dia chegar precisamos lutar com nossos próprios conceitos e pensamentos, aquele ditado que diz: ( Quem espera sempre alcança), esta fadado a loucura hoje em dia.....perseverai na justiça de Deus e receberais benção de amor....te digo enquanto o homem não se importar com suas próprias dores e mágoas não poderá amar o seu próximo e nem seu semelhante...mas buscar e lutar para melhorar um ser-humano é melhor do que ficar esperando ele mudar sozinho.....

    Adorei mesmo esse texto!!!

    Rafael Lima

    ResponderExcluir

Meu amigos no diHITT

Loading...